Programa Ganhando o Mundo já passa de 4 mil inscritos

imagem: Programa Ganhando o Mundo já passa de 4 mil inscritos
Fonte: foto
10/01/2021Cem alunos da rede estadual de ensino serão selecionados para estudar na Nova Zelândia no segundo semestre deste ano. A classificação será pela nota e frequência. As inscrições seguem até 15 de janeiro.

O programa de intercâmbio Ganhando o Mundo, que levará 100 alunos da rede estadual para a Nova Zelândia neste ano, já conta com 4,4 mil alunos, de 349 cidades, que se candidataram desde a abertura das inscrições, em 14 de dezembro. Os intercambistas, que serão selecionados pela nota e frequência, viajarão no segundo semestre. As inscrições seguem até 15 de janeiro.

Podem se inscrever estudantes que ingressarão no 1º ano do Ensino Médio em 2021 e que tenham entre 14 e 17 anos na data de embarque. Todas as informações sobre o programa estão disponíveis no site http://www.ganhandoomundo.pr.gov.br.

Logo no primeiro dia de inscrições, Laura Ribeiro de Almeida, de 15 anos, se candidatou. Ela estuda no Colégio Estadual Lúcia Alves de Oliveira Shoffen, em Altônia, e nunca viajou para fora do Brasil. “Eu já tinha vontade de fazer intercâmbio, mas pensava que só aconteceria no futuro. Fiquei contente de ver que a oportunidade pode surgir antes”. Ela tem notas acima de 9,0 desde o 6º ano do Ensino Fundamental, o que pode ajudá-la a conquistar seu sonho. “Já estou até pesquisando sobre a Nova Zelândia e estudando inglês”, diz.

Outra aluna que já fez a inscrição é Júlia Mariáh Oliveira de Lara, de 14 anos, que também almeja estudar em outro país. “Desde que eu me conheço por gente, tenho o sonho de fazer intercâmbio para aprender novas culturas, uma nova língua, conhecer pessoas, adquirir mais conhecimento e ter um gostinho dessa experiência”, conta a estudante do Colégio Estadual Júlia Wanderley, em Curitiba.

Apesar da concorrência, Júlia está na expectativa de ser selecionada. “Fiquei muito empolgada, pois nunca pensei que meu sonho viria até mim assim”, relata. “Mesmo que não seja dessa vez, agradeço pela oportunidade que estão dando para os alunos”.

INSCRIÇÕES - As inscrições vão até 15 de janeiro, ao meio-dia, e podem ser feitas no site do programa, na Área do Aluno. Estão aptos a participar estudantes que em 2021 vão ingressar no Ensino Médio na rede estadual. Também é necessário ter cursado os anos finais do Fundamental (6º ao 9º ano) na rede pública do Paraná e ter entre 14 e 17 anos e meio na data de embarque.

SELEÇÃO - A seleção dos intercambistas será pela média de notas e frequência. O estudante deverá ter média maior ou igual a sete (7,0) em todas as matérias e frequência maior ou igual a 85%. Para chegar à pontuação final serão somadas as médias de todas as disciplinas da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) cursadas em 2020 no 9º ano.

Serão duas etapas de seleção. A primeira para definir o melhor estudante de cada município do Estado, chegando a 399 classificados. Na segunda etapa serão escolhidos os melhores 100 entre todos os selecionados.

INGLÊS - Para preparar melhor os estudantes selecionados, um curso de inglês via aplicativo será ofertado em parceria com as universidades estaduais vinculadas à Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

O curso vai acontecer ao longo do primeiro semestre de 2021, em formato autoinstrutivo, baseado em desafios que consideram a perspectiva da aprendizagem por vivência social e cultural. O curso tem seis módulos de 40 horas cada um, totalizando 240 horas.

DESPESAS - Os gastos com a documentação necessária para a viagem e itens essenciais durante o semestre letivo no exterior serão custeados pela Secretaria de Estado da Educação e do Esporte. Os custos incluem emissão de passaportes e vistos, exames médicos e vacinas, passagens aéreas e terrestres, transporte, hospedagem, seguro viagem e saúde, além das despesas vinculadas à parte acadêmica, como taxa de matrícula, tradução juramentada da documentação escolar, mensalidade da escola, material didático e uniforme.

O intercambista também receberá uma ajuda de custo mensal de R$ 800,00. Serão seis parcelas da bolsa-intercâmbio, sendo a primeira (bolsa-instalação) para cobrir despesas iniciais na chegada, e as demais repassadas mês a mês.

NOVA ZELÂNDIA - Dividido em duas ilhas principais e outras menores no Oceano Pacífico, o país é um dos mais desenvolvidos e industrializados do mundo, com excelente Índice de Desenvolvimento Humano e diversos outros indicadores entre os melhores do planeta, incluindo o Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes), no qual a nação figura entre as 15 primeiras.

Com quase 5 milhões de habitantes, menos da metade da população do Paraná, o terceiro maior país da Oceania tem o inglês como um de seus idiomas oficiais. Os outros são a Língua de Sinais Neozelandesa e o Maori, referente ao povo que já habitava a região antes da chegada dos europeus no século 17.

Descoberta por holandeses e colonizada pelos britânicos a partir do século 18, a Nova Zelândia se tornou independente do então Império Britânico em 1907.

Outras

  • Mega Irati - Banner
  • Mega Irati - Banner
  • Mega Irati - Banner
  • Mega Irati - Banner
  • Mega Irati - Banner
  • Mega Irati - Banner
  • Mega Irati - Banner
  • Mega Irati - Banner