Na próxima segunda-feira (10/02), terá início a Campanha de Vacinação contra o Sarampo, que permanecerá aberta até o dia 13/03, sendo o Dia “D” marcado para o sábado (15/02). Informações pelos telefones (42) 3907 3155 ou (42) 9 9104 1938.

FAIXAS ETÁRIAS

Para os grupos na faixa etária de 5 (cinco) a 19 anos e de 30 a 59 anos de idade, a vacinação contra o sarampo deverá acontecer de forma SELETIVA. Ou seja, de acordo com o histórico do esquema de vacinas. Para o grupo da faixa etária de 20 a 29 anos de idade, a vacinação deverá ocorrer de forma INDISCRIMINADA. Ou seja, mesmo que o indivíduo esteja com esquema completo, ele deverá receber mais uma dose da vacina contra o sarampo - fato justificado por ser esta a faixa etária mais acometida pelo sarampo, tanto em Irati, quanto a nível nacional. Para os profissionais de saúde se recomenda 2 doses da vacina independente da faixa etária em que se encontrem. Crianças de 0 a 4 anos só devem se vacinar caso estejam com atraso na dose zero (dos seis meses), na dose um (dos 12 meses) ou na dose de reforço (dos 15 meses).

AGENDAMENTOS PARA GRUPOS
Instituições comerciais e de ensino que possuem grande número de pessoas na faixa etária entre 20 e 29 anos podem entrar em contato pelos telefones (42) 3907 3155 ou (42) 9 9104 1938, para avaliar possibilidade de agendamento para vacinação in loco.

SURTO
Em Irati, um surto de sarampo teve início na data de 02/10/2019, quando um paciente que teve contato com caso confirmado de sarampo em Curitiba desenvolveu os sintomas da doença. De lá para cá, foram 33 casos notificados, sendo que resultados preliminares confirmam cinco casos. Quinze casos foram descartados e os demais aguardam resultados de exames.

CONTRAINDICAÇÕES
Grávidas não devem ser vacinadas, pelo risco teórico de causar danos ao feto; Pessoas com imunodeficiências congênitas ou adquiridas (neste caso, na possibilidade de exposição ao vírus selvagem, avaliar risco-benefício individual pelo médico assistente); Infecção pelo HIV em indivíduos em vigência de imunossupressão grave (CD4<15%); Pessoas em uso de corticosteroides em doses imunossupressoras devem ser vacinadas com intervalo de pelo menos um mês após a suspensão da droga; Pessoas em uso de quimioterapia antineoplásica só devem ser vacinadas três meses após a suspensão do tratamento; Transplantados de medula óssea recomenda-se vacinar com intervalo de 12 a 24 meses após o transplante para a primeira dose.

PRECAUÇÕES
Doenças agudas febris moderadas ou graves, recomenda-se adiar a vacinação até resolução do quadro,com o intuito de não se atribuir à vacina as manifestações da doença; Pessoascom histórico de reação anafilática a doses anteriores de vacina contendo ocomponente sarampo devem ser vacinadas em ambiente adequado para tratarmanifestações alérgicas graves (atendimento de urgência e emergência); Após usode imunoglobulina, sangue e derivados, a vacinação deverá ser adiada por 3 a 11meses, dependendo do hemoderivado e da dose administrada, devido ao possível prejuízona resposta imunológica; A gravidez deve ser evitada por 30 dias após a vacina.