No retorno das aulas presenciais, cursos do SENAR-PR seguem protocolos de segurança

imagem: No retorno das aulas presenciais, cursos do SENAR-PR seguem protocolos de segurança
Fonte: foto
31/10/2020

No dia 13 de outubro, o SENAR-PR retomou mais de 150 capacitações do catálogo de cursos (confira a lista abaixo) em diversos municípios do Paraná, atendendo todos os protocolos de segurança em função da pandemia do novo coronavírus. O retorno das aulas presenciais atende às determinações dos decretos locais, que permitem a realização de acordo com as orientações dos órgãos de saúde.

Para a retomada dos cursos, que ficaram suspenso por quase seis meses, o SENAR-PR elaborou um documento estabelecendo uma série de medidas de segurança como uso obrigatório de máscara, álcool em gel, distanciamento social em sala de aula e redução do número de participantes por turma. Inclusive, a entidade está enviando, junto com o material didático, kits individuais de segurança com máscaras e álcool gel.

Além disso, no início de cada curso, os protocolos são apresentados pelo instrutor responsável e reforçados durante as aulas. Tudo isso para garantir a segurança dos produtores e trabalhadores rurais.

“Todos os cursos presenciais estão seguindo as orientações dos órgãos de saúde, fundamentais para garantir a segurança dos produtores, trabalhadores rurais, familiares e instrutores. Além disso, o SENAR-PR reformulou os planos de aulas e promoveu a atualização dos instrutores para se adequar às exigências e manter a qualidade das capacitações para a profissionalização do campo, que é o nosso principal objetivo enquanto instituição de ensino”, destaca a superintendente do SENAR-PR, Débora Grimm.

Adaptações

Em Guarapuava, na região Centro-Sul do Estado, as capacitações em formato presencial foram retomadas, já no dia 13 de outubro, com três turmas do curso “Operação e Manutenção de Tratores Agrícolas – NR 31.12”, em parceria com uma empresa de beneficiamento de batatas. Além destes, outras capacitações foram realizadas, nas áreas de operação de drones, morangueiro e pastagens. Segundo a mobilizadora do sindicato rural local, Mery Ribas, a retomada dos cursos presenciais atende à demanda dos produtores rurais, uma vez que, antes da pandemia, era constante o fluxo de treinamentos e capacitações.

“Sempre tivemos uma procura muito boa dos cursos, a ponto de fecharmos várias turmas. Agora, com a retomada das aulas presenciais, acredito que todos já estão acostumados com os novos hábitos de segurança. Então, tudo tem corrido muito bem. Os participantes estão seguindo as orientações corretamente, evitam contatos desnecessários”, afirma Mery.

Uma das mudanças estabelecidas para as aulas presenciais foi a adaptação de dinâmicas e trabalhos em grupo para outros formatos de atividades, para respeitar o distanciamento social. Com a redução do número de alunos por turma, os sindicatos também contam com lista de espera.

Em Rio Negro, na região Sudeste, as aulas presenciais também foram retomadas, contabilizando mais de seis turmas, incluindo cursos de prevenção e combate a incêndios florestais, NR-31 ((Segurança e Saúde no Trabalho na Agricultura, Pecuária, Silvicultura, Exploração Florestal e Aquicultura) e informática. De acordo com a mobilizadora do sindicato rural do município, Anna Danielle Lazzari, o local das aulas é aberto e ventilado, seguindo todos os protocolos de segurança, com mesas distanciadas.

“Os alunos estão vindo e participando com o mesmo engajamento, respeitando todas as orientações. Não temos nenhum tipo de relutância em relação a isso”, aponta Anna Danielle. O pessoal estava sentindo falta [dos cursos do SENAR-PR], tanto as empresas que precisam por causa de certificações, como o pessoal da comunidade. A NR-31, por exemplo, é uma exigência. Já o curso de informática, tem muita procura pela questão da nova Nota Fiscal Eletrônica, para poder se familiarizar”, complementa.

Da mesma forma que Guarapuava, o Sindicato Rural de Rio Negro reforça que os interessados mantenham o compromisso de participar das capacitações após confirmarem presença. Dessa forma, a lista de espera não fica sobrecarregada e mais pessoas podem realizar os cursos, seguindo todas as regras de segurança.

“Nós precisamos continuar levando informação e conhecimento para o homem do campo. Os cursos presenciais do SENAR-PR são de fundamental importância nesse sentido, claro, seguindo todas as regras e protocolos sanitários, algo com que estamos sempre nos preocupando e fornecendo as orientações necessárias”, afirma o presidente do Sindicato Rural de Guarapuava, Rodolpho Botelho.

Serviço

Os produtores e trabalhadores podem manifestar interesse em participar das capacitações do SENAR-PR que retornaram no modo presencial cadastrando os dados no botão “Avise-me quando disponível” na página de cursos da entidade (www.sistemafaep.org.br/senarpr/cursos/) ou procurar o sindicato rural mais próximo.

Por medida de segurança, alguns dos cursos do SENAR-PR ainda não retornaram ao formato presencial. As capacitações nos dois Centros de Treinamentos Agropecuários (CTAs) do SENAR-PR, em Ibiporã (região Norte) e Assis Chateaubriand (região Oeste) também não serão retomados neste primeiro momento.

Confira a lista de cursos do SENAR-PR que retornaram na modalidade presencial:

Abelhas sem ferrão
Acolhida no turismo rural
Agricultura orgânica – informações básicas
AP – Agricultura de Precisão – GPS
AP – Agricultura de Precisão – introdução
Apicultura avançado – produção de rainhas e própolis
Apicultura básica
Aplicação de agrotóxicos – manejo de formigas cortadeiras
Aplicação de agrotóxicos – NR 31.8
Aplicação de agrotóxicos – pulverizador autopropelido
Aplicação de agrotóxicos – pulverizador costal manual
Aplicação de agrotóxicos – tratorizado de barras
Aplicação de agrotóxicos – turbopulverizador
Armazenista
Artesanato de madeira – básico em bambu
Artesanato de madeira – construindo com bambu
Artesanato em argila
Artesanato em lã de carneiro
Artesanato em palha de milho – bonecos(as)
Artesanato em palha de milho – flores
Artesanato em palha de milho – trançados
Artesanato em taboa e fibra de bananeira
Artesanato no turismo rural
Atualização de Operadores Florestais
Avaliação da conformação ideal de vacas leiteiras
Bem-estar de bovinos de leite
Boas práticas na propriedade leiteira
Café – colheita manual
Café – manejo de pragas e doenças
Café – plantio
Café – podas e desbrotas
Café – processamento e secagem
Caminhão Munck
Cana-de-açúcar – carregadora
Cana-de-açúcar – colhedora
Cana-de-açúcar – fertirrigação
Cana-de-açúcar – queima
Carregadora florestal (grua)
Casqueamento de bovinos de corte
Casqueamento de bovinos de leite
Casqueamento e ferrageamento de equídeos
Cercas de arame farpado e de arame liso
Cercas elétricas
CIPATR – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho Rural
Citros – colheita de laranja
Citros – manejo ecológico de pragas
Classificação de grãos – feijão
Classificação de grãos – milho e soja
Classificação de grãos – trigo
Comunicação e técnicas de apresentação
Condução de veículos canavieiros – técnicas de condução econômica
Creche suína
Cultivo de eucalipto
Cultivo de pinus
Direcionamento automático de máquinas
Doma de equídeos
Erva-mate – adubação, tratos culturais e podas
Erva-mate – integrado (32 horas)
Erva-mate – pragas e doenças
Erva-mate – produção
Escavadeira hidráulica
Fertilidade de solo
Floricultura
Formação de operadores florestais
Fruticultura de clima temperado
Fruticultura de clima tropical
Fumicultura – manejo conservacionista do solo
Gestão – Marketing no agronegócio
Gestão – Técnicas de negociação
Gestão de Pessoas – métodos operacionais
Gestão Rural – introdução
Instalações para bovinocultura leiteira
Introdução à informática – Word, Excel, e-mail e internet
Inventário, poda e desbaste em cultivo florestal
Jardineiro
Kaizen – 5S
Manejo de caprinos de corte
Manejo de doenças na cultura da soja
Manejo de gado de corte
Manejo de plantas daninhas em sistema de plantio direto
Manejo do solo em propriedades rurais
Manejo e alimentação de bezerras e novilhas leiteiras
Manejo e Ordenha
Maracujazeiro – básico
Maternidade suína
Mecanização em sistema de plantio direto
Melhoramento genético
MIP – Manejo Integrado de Pragas – inspetor de campo – soja
MIP – Manejo Integrado de Pragas – trigo
Morangueiro – básico
Morangueiro – cultivo em substrato
Motoniveladora – patroleiro – NR 31.12
Motosserrista – atualização de operadores
Motosserrista – corte polivalente de árvores
Motosserrista – traçamento de madeiras
Noções Jurídicas Aplicadas aos Contratos de Integração
NPT 017 – Brigada de Incêndio
NPT 017 – Brigada de Incêndio – avançado
NR 20 – Inflamáveis e Combustíveis
NR 33 – Atualização no Trabalho em Espaço Confinado
NR 33 – Espaço Confinado
NR 33 – Supervisor em Espaço Confinado
NR 35 – Atualização no Trabalho em Altura
NR 35 – Trabalho em Altura – Agroindústria
Oficina volante
Olericultura – caracterização e conservação de solos
Olericultura – colheita e pós-colheita
Olericultura – controle biológico de pragas
Olericultura – cultivo de minitomates em ambiente protegido
Olericultura – cultivo em ambiente protegido
Olericultura – cultivo hidropônico
Olericultura – gestão de custos
Olericultura – identificação e controle de doenças
Olericultura – implantação de boas práticas agrícolas na hortifruticultura
Olericultura – nutrição
Olericultura – planejamento da produção, do plantio à comercialização
Olericultura – pragas e inimigos naturais
Olericultura – processamento mínimo – princípios e práticas
Olericultura – qualidade da água, métodos e manejo de irrigação
Operação de drones
Operação de tratores agrícolas
Operação de tratores e implementos
Operação e manutenção de colhedoras axiais – avançado
Operação e manutenção de colhedoras axiais – NR 31.12
Operação e manutenção de colhedoras de grãos tangencial – avançado
Operação e manutenção de colhedoras de grãos tangencial – NR 31.12
Operação e manutenção de distribuidores centrífugos de fertilizantes e corretivos
Operação e manutenção de implementos – arado de disco, escarificador, grade, subsolador e cultivador
Operação e manutenção de ordenhadeira mecânica
Operação e manutenção de pulverizador tratorizado de barras
Operação e manutenção de semeadeira e plantadeira
Operação e manutenção de tratores agrícolas – NR 31.12
Ovinocultura de corte
Pá carregadora (sobre rodas)
Pastagens – estabelecimento, recuperação e reforma
Pastagens – manejo
Piscicultura – sistema de cultivo
Planejando e implantando pousadas rurais
Planejando e implantando restaurantes rurais
Plantio manual de cana-de-açúcar
Prevenção e combate aos incêndios florestais
Primeiros Socorros
Programa Herdeiros do Campo
Programa Mulher Atual
Qualidade de Vida – família rural
Recomposição de vegetação ciliar
Recomposição de vegetação ciliar – silvicultura e nucleação
Recria e terminação de suínos
Rédeas
Regulagem de colhedoras automotrizes – intermediário
Reprodução – gestação suína
Retroescavadeira
Roçadeira profissional
Roteiros, trilhas e caminhadas ecológicas
Segurança no trabalho em altura florestal
Seminário sobre qualidade do leite
Sensibilização do Programa Herdeiros do Campo
Serviços de restaurantes rurais
Sistema de plantio direto
Sol Rural
Soldador com eletrodo revestido – agroindústria
Suinocultura – toda granja
Técnicas de negociação – CADEC
Técnicas de organização e condução de reuniões
Tratorista agrícola polivalente – avançado
Tratorista agrícola polivalente – intermediário
Tratorista agrícola polivalente – prática operacional
Turismo rural básico – analisando oportunidades de negócios
Uso de foice e machado em cultivos florestais
Videira – uva de mesa

Outras

  • Mega Irati - Banner
  • Mega Irati - Banner
  • Mega Irati - Banner
  • Mega Irati - Banner
  • Mega Irati - Banner
  • Mega Irati - Banner
  • Mega Irati - Banner
  • Mega Irati - Banner