Secretaria de Turismo faz planejamento de ações para o Programa Guarapuava Turística 2026

Secretaria de Turismo faz planejamento de ações para o Programa Guarapuava Turística 2026

Profissionais da Secretaria de Turismo de Guarapuava estiveram reunidos, na última semana, para discutirem as ações técnicas de planejamento do Programa Guarapuava Turística 2026. “Este programa está alinhado com o MasterPlan Paraná Turístico 2026, que se tornou referência nacional de excelência em planejamento estratégico para o turismo. Seguindo a mesma metodologia e preceitos do programa Estadual, a secretaria de Turismo de Guarapuava adotou os sete macroprogramas do Paraná e também agregou os 11 eixos estratégicos previstos no Plano Nacional de Turismo. Assim, todos os projetos  e ações necessários para o pleno desenvolvimento turístico, estão previstos até 2026 para incentivar essa atividade econômica em Guarapuava, na sua Região Serrana, que também faz parte da macrorregião Terra dos Pinheirais”, explica o prefeito em exercício, Itacir Vezzaro, que também é secretário de Turismo e Obras.

O programa Guarapuava Turística 2026 inclui diversos projetos. Desses, sete foram elencados em 2018 como prioritários para serem implantados na cidade até 2020. São eles:

Caminhos do Malte: Guarapuava está na rota da cerveja artesanal do Paraná, além de ser a Capital Paranaense da Cevada e do Malte. O projeto inclui o incentivo à produção e comercialização de cervejas artesanais, realização de eventos tais como: concursos cervejeiros, festas e festivais, cursos de aperfeiçoamento, rotas turísticas para apresentar a cadeia produtiva desde o "campo até o copo".

Caminho de São Francisco da Esperança: Rota de turismo rural, ecoturismo, religioso e de aventura. O objetivo é fomentar o turismo ao longo do caminho que interliga os dois parques naturais de Guarapuava: Parque das Araucárias e Parque São Francisco da Esperança, com opções de alimentação, além da oferta de produtos e serviços.Caminhos da Fé e Centro Histórico: Roteiros que apresentam a história e a religiosidade do município. Conta com mais de 12 igrejas, diversas capelinhas, além dos três santuários católicos.

Região Serrana do Paraná: As escarpas e várias serras entre Guarapuava, Prudentópolis, Pinhão e Bituruna; possuem várias etnias européias, regionais; mais de 300 cachoeiras, produção industrial singular como as melhores variedades de erva-mate do mundo.

Turismo de Aventura: Com opções que vão desde a pesca da truta arco-íris, traíra, dourado e outras espécies; passando pelo cicloturismo, caminhadas e excursionismo, canionismo, escalada, voos livres, com paramotor e paratrike, além de cavalgadas e esportes náuticos.

Convention & Visitors Bureau - Região Serrana do Paraná: Entidade da iniciativa privada com o objetivo de divulgar toda a Região Serrana para o exterior, atraindo e captando eventos internacionais de médio e grande porte, que tenham valores agregados para gerar maior receita: como conferências e congressos internacionais, feiras e festivais estaduais e nacionais, entre outros.

Conheça Guarapuava: Com o ônibus turístico doado pela Receita Federal e personalizado com imagens turísticas, a Secretaria de Turismo vai apresentar os vários roteiros da cidade para os empresários locais dos setores da hotelaria, alimentação, transporte, postos de combustíveis, agências de viagens, comerciantes, diretores e professores do ensino fundamental e médio, faculdades e universidades, além de outras entidades com profissionais formadores de opinião, que possam incentivar o turismo na cidade.

Macroprogramas Guarapuava Turística 2026

Os macroprogramas são mecanismos de organização dos projetos, para garantir a qualidade técnica e o mérito estratégico do processo de incentivo ao turismo. Inclui a modernização da gestão e sua descentralização; inovação e competitividade da oferta turística; posicionamento de mercado, qualificação profissional, dos serviços e da produção associada, empreendedorismo, captação e promoção de investimento; informação ao turista, formatação de produtos e roteiros turísticos; marketing e vendas; promoção e apoio à comercialização;  destino turístico inteligente e o monitoramento (observatório do turismo).

“Com esses macroprogramas vamos fazer com que Guarapuava seja um Destino Turístico Inteligente, usando a tecnologia digital e informando tudo o que existe no município que possa ser aproveitado pelos visitantes como opções turísticas, sejam produtos, serviços e roteiros, além de eventos e atrações culturais”, comenta o diretor da Secretaria de Turismo de Guarapuava, Marcio de Sequeira, ao relacionar outros dois macroprogramas: 
“temos ainda os Marcos Regulatórios, como as leis de incentivo ao turismo, identidade local e regional, além da Qualidade de Vida da População Local - Meio Ambiente e Comunidade, onde iremos estimular o desenvolvimento sustentável da atividade turística e a sinalização turística”, conclui.

Potencial Turístico
Guarapuava tem a terceira maior receita hoteleira do Paraná, superada apenas por Foz do Iguaçu e Curitiba. Além disso, também se destaca, a nível nacional, como a 5ª cidade do país a hospedar mais visitantes através da plataforma Airbnb, que recebe turistas em residências particulares com serviços de hotel. “Reconhecida também como cidade-dormitório, a comunidade guarapuavana deve somar esforços para que esses visitantes permaneçam mais tempo aqui na nossa cidade, usufruindo dos nossos roteiros turísticos. Guarapuava deve somar os esforços do setor público, privado e também das entidades nos governamentais para atrair, incentivar a maior permanência e o retorno dos turistas”, incentiva Itacir Vezzaro.

Assessoria de Comunicação Guarapuava.

About Author

Entre para postar comentários