Hospital Municipal de Araucária terá Posto de Coleta de Leite Humano para os bebês prematuros da UTI Neonatal

Hospital Municipal de Araucária terá Posto de Coleta de Leite Humano para os bebês prematuros da UTI Neonatal

O Hospital Municipal de Araucária (HMA) contará, muito em breve, com um Posto de Coleta de Leite Humano (PCLH). O objetivo é garantir a sobrevivência de bebês prematuros ou de baixo peso, que não podem ser amamentados diretamente nas suas mães ou em virtude de elas não produzirem leite para alimentá-los.
De acordo com a enfermeira Ana Lúcia dos Anjos Lima da Silva - gerente de Enfermagem do HMA, idealizadora do projeto e responsável pelo PCLH, para que possa ser fornecido leite humano aos bebês será preciso contar com o apoio de mulheres que estejam amamentando. Elas precisam ser saudáveis e querer doar o leite que está sobrando. Para isto, basta agendar um horário por telefone para realização de cadastro no PCLH.
É importante que as mulheres saibam que não precisam se preocupar em faltar leite para o seu bebê, pois, quanto mais a mama é estimulada, mais leite ela é capaz de produzir. O leite materno é tudo o que um recém-nascido precisa para garantir um crescimento e desenvolvimento saudável. 
Para garantir leite de qualidade sem riscos à saúde dos bebês, o PCLH, está vinculado ao Banco de Leite Humano (BLH) do Hospital Evangélico de Curitiba, onde o leite materno doado será pasteurizado, submetido a controle de qualidade antes de ser distribuídos aos bebês internados. É importante lembrar que 1 litro de leite materno pode alimentar até 10 recém-nascidos.
Atualmente, por não dispor de PCLH, quando as mães não produzem leite, os bebês são alimentados com fórmulas infantis especialmente produzidas com calorias e nutrientes que atendem às exigências nutricionais no período de crescimento rápido dos prematuros, através de avaliação e prescrição médica. Mais informações sobre o Posto de Coleta de Leite Humano do HMA: (41) 3614-8000.
 
AMIGO DA CRIANÇA - Com diversas ações de promoção, incentivo e apoio à amamentação, o HMA está buscando a certificação “Hospital Amigo da Criança”. Além da implantação do PCLH, também foi criada no HMA a Sala de Apoio a Mulher Trabalhadora que Amamenta, que tem o objetivo de acolher todas as colaboradoras do hospital após a licença maternidade e que desejam continuar a amamentar. A enfermeira Ana Lúcia, também responsável por este espaço, explica que a colaboradora contará com um ambiente acolhedor para que possa esgotar seu leite durante a jornada de trabalho para ofertá-lo ao bebê quando chegar em casa. Será possível, inclusive, utilizar esse espaço para amamentar o bebê caso alguém leve a criança em algum momento da jornada de trabalho. Desta maneira, garante-se o que preconiza o Ministério da Saúde que é amamentar a criança exclusivamente com leite materno até seis meses de vida.

About Author

Entre para postar comentários
previous arrow
next arrow
Slider