Moradores de Araucária poderão fazer teste rápido de HIV no próximo sábado (01)

Moradores de Araucária poderão fazer teste rápido de HIV no próximo sábado (01)

 
No próximo sábado (01), Dia Mundial de Luta Contra a Aids, os moradores de Araucária terão a oportunidade de fazer teste rápido para detectar o vírus HIV. O teste rápido (gratuito e sigiloso) é um meio muito importante para diagnosticar novos casos e poder dar o encaminhamento para que a pessoa com HIV/Aids possa ter uma boa qualidade de vida. Os testes ocorrerão no Serviço de Orientações às IST/HIV/Aids de Araucária (SOA), Rua Guilherme da Motta Corrêa, nº 55 (próximo ao Laboratório Municipal), das 8h às 16h. 
 
De acordo com Sistema de Informação de Agravo de Notificação (Sinan), de 2010 a setembro de 2018, Araucária registrou 585 casos positivos de HIV/Aids. Só em 2018 (até setembro), foram 65 casos positivos detectados. Para fazer o teste é preciso apenas ter mais de 13 anos e apresentar documento de identificação. Não há agendamento; basta ir ao SOA durante o período de atendimento. O resultado do teste costuma sair em cerca de 15 minutos. Caso seja positivo, o morador receberá todas as orientações para ter o acompanhamento necessário visando a qualidade de vida. Será possível fazer também os testes rápidos para Sífilis, e as Hepatites B e C. Uma única relação sexual sem proteção pode ocasionar em contaminação por um conjunto de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs).
 
O SOA atende normalmente de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h (sem fechar para almoço). Mais informações: 0800-6424125 ou (41)3901-5190. 
 
Prevenção - O Dia Mundial de Luta Contra a Aids é uma oportunidade de lembrar que o acesso à informação e à prevenção são fundamentais para o evitar o surgimento de novos casos. O uso da camisinha deve ser rotina em todas as relações sexuais (independente de idade, estado civil e orientação sexual). As unidades básicas de saúde de Araucária contam com camisinhas masculinas gratuitas para os interessados. No caso das camisinhas femininas, elas estão disponíveis gratuitamente no SOA e na Clínica da Mulher, mas a mulher interessada pode entrar em contato na unidade de saúde mais próxima de casa para mais orientações.
 
Os cuidados para evitar o HIV precisam ocorrer também antes da decisão de engravidar, durante a gestação e após o parto (incluindo o período de amamentação). Dados do Sinan mostram que, entre 2016 e 2017, Araucária teve dois casos positivos de transmissão vertical de HIV, ou seja, da gestante para o bebê. De 2007 a setembro de 2018, o histórico é de 68 gestantes do município detectadas com o vírus HIV. O pai da criança também precisa realizar exames antes mesmo da gestação. O casal precisa se cuidar também durante o período de pré-natal e amamentação. O bebê pode adquirir o vírus na amamentação.  
 
Saber é importante - Fazer o teste para detectar o vírus HIV é muito importante porque a sua presença pode passar despercebida (assintomática), mas desde a contaminação o vírus é transmissível. Quanto mais cedo for detectado o vírus maior a chance de a pessoa (mediante acompanhamento necessário) ter uma qualidade de vida melhor. Hoje há medicamentos gratuitos que permitem que uma pessoa com HIV possa ficar com carga viral indetectável. A carga viral indetectável diminui  a chance  da transmissão sexual do vírus. Já o diagnóstico tardio preocupa porque pode ser necessário encaminhar para internamento e até haver risco de morte. 
 
fonte Prefeitura de Araucária-PR

About Author

Entre para postar comentários
previous arrow
next arrow
Slider