Quarta, 19 Dezembro 2018 21:07

PRF atende tombamento de caminhão

A PRF atendeu, na manhã de hoje, 19/12/2018, por volta das 07:30 na BR 373, Km 237, município de Imbituva, acidente tipo capotamento envolvendo o veículos Iveco - placas de Guarapuava , conjunto Bitrem 9 eixos e 25 metros que seguia sentido Ponta Grossa para Guarapuava, quando seu condutor perdeu o controle do veículo na curva do Km 237 da BR 373, capotando fora da pista e derramando a carga de cevada. O motorista de 46 anos sofreu lesões leves e foi encaminhado ao Hospital Santa Casa de Prudentópolis.

f3714178 7bff 4c98 beb4 dfcefdffd9cd

fonte PRF

2a VOTAÇÃO Projeto de Lei no 111/2018

Executivo Municipal Súmula: Estima a Receita e Fixa a Despesa do Município de IRATI - Paraná, para o Exercício Financeiro de 2019 e dá outras providências.

2a VOTAÇÃO Projeto de Lei no 139/2018

Executivo Municipal Súmula: Dispõe sobre o parcelamento de débitos do Município de Irati com seu Regime Próprio de Previdência Social – CAPSIRATI e dá outras providências.

2a VOTAÇÃO Substitutivo ao Projeto de Lei no 137/2018

Executivo Municipal Súmula: Dispõe sobre a Estrutura do Sistema de Classificação de Cargos, e o Plano de Carreira dos Servidores Públicos Civis do Poder Executivo Municipal de Irati.

2a VOTAÇÃO Projeto de Lei no 033/2018

Legislativo Municipal (Douglas Goy) Súmula: Veda a denominação de bens e logradouros públicos aos que forem condenador pelas atividades ilícitas mencionadas, e dá outras providências.

1a VOTAÇÃO Projeto de Lei no 142/2018

Executivo Municipal Súmula: Autoriza o Executivo a permutar área de terreno, situado no bairro Lagoa com Daniel Rebesco.

1a VOTAÇÃO Projeto de Lei no 143/2018

Executivo Municipal Súmula: Autoriza o Executivo a permutar área de terreno, de propriedade do Município, localizado na Avenida Vicente Machado, com área de terreno de propriedade de Valdenei Dal Santo, localizada no Loteamento Santa Terezinha III.

1a VOTAÇÃO Projeto de Lei no 144/2018

Executivo Municipal Súmula: Autoriza o Poder Executivo Municipal a doar área de terra de sua propriedade à Companhia de Habitação do Paraná - COHAPAR para desenvolvimento de

programa habitacional e dá outras providências.

Pauta sujeita a alterações!

EM REBOUÇAS, MULHER QUE TOMA REMÉDIOS CONTROLADOS QUEBRA MÓVEIS, VIDRAÇAS E AMEAÇA FILHA.

A EQUIPE POLICIAL FOI ACIONADA AS 8H40MIN DA MANHÃ DE ONTEM, E EM CONTATO COM A FAMÍLIA, ESTES INFORMAM QUE OS FATOS DERAM-SE PELA FALTA DO MEDICAMENTO CONTROLADO. A SENHORA FOI CONDUZIDA AO HOSPITAL PARA CUIDADOS MÉDICOS.

 

CIDADÃO TENTA MOLESTAR SEXUALMENTE ÉGUA DO VIZINHO.

ESTA SITUAÇÃO ACONTECEU EM REBOUÇAS NA MANHÃ DE ONTEM, A EQUIPE POLICIAL FOI ACIONADA AS 10H00MIN, E O SOLICITANTE RELATOU QUE VIZUALIZOU UM MASCULINO MOLESTANDO SUA ÉGUA, E QUE ESTE AO PERCEBER SUA PRESENÇA, LARGOU A CUECA PARA TRÁS. O ANIMAL APRESENTAVA ALGUNS FERIMENTOS E O “TARADÃO” NÃO FOI LOCALIZADO.

 

 UM MENOR DE 16 ANOS FOI ABORDADO CONDUZINDO UMA MOTOCICLETA COM PENDÊNCIAS NA DOCUMENTAÇÃO. O MENOR FOI ENTREGUE A DELEGACIA DE POLÍCIA E A MOTOCILCETA RECOLHIDA AO PÁTIO DA COMPANHIA.


Em Irati não houve ocorrências nas últimas 24 horas, porém foram 30 trotes passados através do 190

 

PRF

Um caminhão carregado de fertilizantes tombou na tarde de ontem, em Ponta Grossa, na BR 376. O acidente aconteceu por volta das 14h. O motorista do caminhão, de 31 anos, se feriu e foi atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Ele contou aos policiais que ficou sem freio e perdeu o controle da direção. A pista ficou interditada no sentido norte por mais de duas horas. O congestionamento passou dos 10 km.

O Hospital Municipal de Araucária (HMA) contará, muito em breve, com um Posto de Coleta de Leite Humano (PCLH). O objetivo é garantir a sobrevivência de bebês prematuros ou de baixo peso, que não podem ser amamentados diretamente nas suas mães ou em virtude de elas não produzirem leite para alimentá-los.
De acordo com a enfermeira Ana Lúcia dos Anjos Lima da Silva - gerente de Enfermagem do HMA, idealizadora do projeto e responsável pelo PCLH, para que possa ser fornecido leite humano aos bebês será preciso contar com o apoio de mulheres que estejam amamentando. Elas precisam ser saudáveis e querer doar o leite que está sobrando. Para isto, basta agendar um horário por telefone para realização de cadastro no PCLH.
É importante que as mulheres saibam que não precisam se preocupar em faltar leite para o seu bebê, pois, quanto mais a mama é estimulada, mais leite ela é capaz de produzir. O leite materno é tudo o que um recém-nascido precisa para garantir um crescimento e desenvolvimento saudável. 
Para garantir leite de qualidade sem riscos à saúde dos bebês, o PCLH, está vinculado ao Banco de Leite Humano (BLH) do Hospital Evangélico de Curitiba, onde o leite materno doado será pasteurizado, submetido a controle de qualidade antes de ser distribuídos aos bebês internados. É importante lembrar que 1 litro de leite materno pode alimentar até 10 recém-nascidos.
Atualmente, por não dispor de PCLH, quando as mães não produzem leite, os bebês são alimentados com fórmulas infantis especialmente produzidas com calorias e nutrientes que atendem às exigências nutricionais no período de crescimento rápido dos prematuros, através de avaliação e prescrição médica. Mais informações sobre o Posto de Coleta de Leite Humano do HMA: (41) 3614-8000.
 
AMIGO DA CRIANÇA - Com diversas ações de promoção, incentivo e apoio à amamentação, o HMA está buscando a certificação “Hospital Amigo da Criança”. Além da implantação do PCLH, também foi criada no HMA a Sala de Apoio a Mulher Trabalhadora que Amamenta, que tem o objetivo de acolher todas as colaboradoras do hospital após a licença maternidade e que desejam continuar a amamentar. A enfermeira Ana Lúcia, também responsável por este espaço, explica que a colaboradora contará com um ambiente acolhedor para que possa esgotar seu leite durante a jornada de trabalho para ofertá-lo ao bebê quando chegar em casa. Será possível, inclusive, utilizar esse espaço para amamentar o bebê caso alguém leve a criança em algum momento da jornada de trabalho. Desta maneira, garante-se o que preconiza o Ministério da Saúde que é amamentar a criança exclusivamente com leite materno até seis meses de vida.